20
fb-share-icon20

Ao atingir a Iluminação, Buda conheceu a Verdade e soube que a condição humana é Suprema em si mesma. Para Ele, o Homem é o seu próprio Mestre e cada um é responsável por sua felicidade ou infelicidade.
Buda ensina que o Ser Humano pode superar o ciclo das causas e efeitos, “quebrando o círculo”, libertando-se enquanto Expande a Consciência e chega à iluminação!
As Quatro Nobres Verdades é a mensagem essencial de Buda, e permeia todos os seus Ensinamentos.

Para compreender melhor este tema, leia também:

Qual é a origem da dor e do sofrimento? Gautama, o Buda

BUDA E AS QUATRO NOBRES VERDADES

O Ser Humano sofre: a 1ª Nobre verdade

Buda_simple_by_vrolimA vida do Ser Humano está “fora de eixo”!
Buda diz que a vida humana está fora do equilíbrio natural, gerando todo tipo de sofrimento, sejam eles físicos, emocionais ou mentais.

O verdadeiro equilíbrio é o sintonizar-se com os movimentos do Universo (Tao), onde tudo se movimenta, nada é estático e parado.
Buda ensina que interromper o livre fluxo do Universo coloca o Ser Humano em dor e sofrimento, levando-o a apegar-se a situações e a estados – internos e/ou externos, desejando ou acreditando que os mesmos devem “durar para sempre”.

Mas no Universo tudo se movimenta, lembra?

A causa do sofrimento: a 2ª Nobre Verdade

buddha_by_boudiboudiba-d4hgkbvBuda ensina que ao interromper o livre fluxo do Universo, o Ser Humano não está no “aqui e agora”, ou seja: não está seguindo o fluxo natural do Universo.
Buda dizia que quando o Ser Humano não aceita a “impermanência” (o fluxo natural) do Universo, ou apega-se ao passado – que já se foi – ou se liga ao futuro – que ainda não é.
Assim, o Ser Humano foge do momento presente e, através do desejo de estar sempre em outro lugar, vivendo outra situação, gera para si mesmo uma grande frustração, acompanhada de dores e sofrimentos em diversos níveis.
A causa do sofrimento é, então, o desejo de permanência, um desejo totalmente fora de sintonia com as Leis naturais do Universo.
O momento presente é o único que liberta o Ser Humano destes desejos infrutíferos e traz o equilíbrio perfeito, através da sintonia com o movimento natural do Universo (Tao).

Cessar o sofrimento: a 3ª Nobre Verdade

Buda_by_blds2ickBuda ensinava: “Esteja com este momento“.

O momento presente é o único que liberta o Ser Humano dos desejos infrutíferos e traz o equilíbrio perfeito, através da sintonia com o movimento natural do Universo (Tao).

Quando o Ser Humano se sintoniza com o momento presente, cessam os desejos e as consequentes frustrações, aprende que a Perfeição está contida nas experiências vividas e compreende que Deus está em tudo e em todos.

Buda ensinava que o Ser Humano que está “no momento“, não sofre, pois está livre para seguir, sem estar preso no ‘eu quero’ ou ‘eu não quero’.

E assim, a Ordem Divina se estabelece minuto a minuto, através da soltura no movimento e da abertura para a sincronicidade (geradora de milagres).

Ao cessar os desejos infrutíferos, o Ser Humano se liberta das rodas da matéria, e sua consciência se expande, posicionando-o no Comando de sua existência.

Transcendência do ego: a 4ª Nobre Verdade

Lord-Buddha-wallpaper-960Transcender o “eu – ego é o caminho, dizia Buddha.
Sugeriu “O Caminho do Meio” como um método eficiente para assumir o controle do ego e assim atingir a Iluminação.

Neste “Caminho do Meio” está contido um dos maiores Ensinamentos de Buda: “O Nobre Caminho Óctuplo”.

O Caminho Óctuplo:

1. Atenção plena  à Visão (compreensão)
2. Atenção plena à Emoção (intenção)
3. Atenção plena ao Discurso (palavra)
4. Atenção plena à Ação
5. Atenção plena ao Modo de Vida
6. Atenção plena ao Esforço (disciplina)
7. Atenção plena aos Pensamentos (mente)
8. Atenção plena à Contemplação (Samadhi – meditação)

Faça sua conexão com Buda
E envolva-se em Luz!
Tania Resende

Cursos Anima Mundhy, em São Paulo ou Online

Magnified Healing
Reiki
Iniciações a Luz

Consulte Agenda

Você gostou? Compartilhe com seus amigos apenas mensagens positivas.

Use os botões acima do post

Links:

Wesak 2013: uma festa no Céu e na Terra! Shamballa
Buda, Wesak e Shamballa: o “Caminho do Meio”
Novena de Kuan Yin: um caminho para milagres