30 / 10 / 2013 Comentários 21

Qual é o significado e as causas da dor nas costas? Aprenda com os alertas do corpo! Saúde integral.

pessoas-comp1

Dor no ombro e pescoço. Saúde Integral

Depois da dor na coluna, a dor nos ombros e no pescoço é a queixa mais frequente ouvida por ortopedistas, diz o médico Dr. Drauzio Varella.

Pensando sobre o assunto, observei que sentir dor nos ombros e no pescoço é mais comum do que se imagina e é muito mais frequente hoje que em tempos passados. Tenho visto não apenas adultos queixarem-se desse sintoma, mas também e, lamentavelmente, crianças se queixam de dores nos ombros e pescoço.

 

CAUSAS FÍSICAS

Antes de entrar no tema holístico deste tema, preferi começar pelos aspectos mais visíveis do problema. Vamos refletir juntos, então? Tem muita coisa pra pensar sobre as dores nas costas, não é mesmo?

 

Computador, videogames e vida sedentária

cr a video 1O uso dos computadores, mochilas escolares pesadas, estilo de vida sedentário e a vida agitada das grandes cidades podem ser causas do aumento deste tipo de incômodo.

É obvio que no passado nossos pais e avós andavam muito mais. Mesmo trabalhando em escritórios, a movimentação física era maior, pois se as intranets as pessoas tinham que circular se acaso quisessem trocar ideias com seus colegas de departamento. E o ato de levantar-se da mesa, já impunha ao corpo uma postura diferente, movimentando músculos diferentes e a coluna era “obrigada” a manter-se ereta por mais tempo.

Infelizmente, até crianças estão se movimentando menos. A postura diante dos videogames não é das dez mais adequadas. E vejo que esses pequenos ficam muito tempo em frente aos computadores.

Sem as ruas para brincar, especialmente em cidades grandes, a diversão para a criançada ficou resumida a atividades dentro de casa.

 

E as mochilas escolares?

mochila-escolarO peso da mochila escolar do meu filho é “surreal”! Mesmo tendo armários na escola para guardar materiais, o que ele traz para casa ainda deixa a mochila com um peso fenomenal! E é claro que ele se queixa de dor nas costas com bastante frequência.

Por diversas vezes eu me perguntei que tanto ele leva ali dentro! E me questionei sobre o motivo pelo qual o material escolar aumentou tanto, desde a minha infância.

Além da quantidade enorme de materiais, em se comparando com os materiais que eu mesma levava para a escola, ainda há uma diferença: mochilas não eram usadas!

Ao longo da minha infância, lembro-me que carregava meus materiais escolares em malas. Você se lembra delas? Aqui um “a parte”: lembrar-se dessas malas escolares pode denunciar idade! (risos)

E ao longo do que hoje se chama Ensino Fundamental II e Ensino Médio, a moda era levar livros e cadernos nos braços, estojo e objetos menores em pequenas bolsas à tiracolo ou em pochetes.

Tanto malas escolares quanto carregar os livros nos braços: uma moda que não fazia mal à coluna, certo?

Mas, a vida muda, como diz meu filho.

 

Outras causas da dor nas costas?

Garantem os ortopedistas que algumas profissões e certas atividades estão mais propensas a gerar dor no ombro e no pescoço. Por exemplo, movimentos como limpar janelas, esticar-se para alcançar algum objeto ou movimentos repetitivos pode estirar e machucar os músculos e tendões do ombro e do pescoço, gerando diversos níveis de dor, podendo chegar a até mesmo impedir os movimentos dos braços e pescoço, tornando-os rígidos e endurecidos, limitando os movimentos.

Postura ruim ao caminhar, sentar e dormir, tensão emocional e estresse, também podem gerar dores nos ombros e pescoço e, em alguns casos, as tensões musculares dessa região podem se expandir e ser a causa de dores de cabeça, dores na parte superior das costas e nos braços.

 

Dor nas costas acontece da noite para o dia?

Mais uma vez recorrendo ao Dr. Drauzio Varella, os processos que afetam as costas não acontecem do dia para a noite. São processos lentos e podem se tornar crônicos, sem que as pessoas lhes deem a devida atenção.

Diz o Dr. Drauzio Varella que as pessoas se acostumam com as dores e com as limitações, buscando tratamento quando se dão conta o problema já está instalado.

Por este motivo é tão importante observar-se constantemente, pois só assim você poderá identificar quais são as posturas físicas que estão lhe fazendo sentir-se com dor.

E depois, modificar o estilo de vida, inserindo na sua rotina atividades que vão compensar as posturas ruins, com a finalidade de sentir mais conforto e bem estar. E este é o melhor remédio para a dor nas costas.

 

Qual profissão que favorece o aparecimento de dor nas costas?

Em geral, os ortopedistas enumeram algumas profissões que trazem mais riscos à coluna: os dentistas, os datilógrafos e os digitadores, os enfermeiros, os estivadores e profissões cujas atividades exigem esforços físicos, como carregar pesos.

 

Exercícios físicos: um “santo remédio”!

yoga4

Pessoas com propensões à dores nas costas deveriam estar mais atentas aos seus processos físicos e seria imprescindível colocarem em suas rotinas algum tipo de exercício físico, especialmente aqueles que promovam alongamento e fortalecimento da musculatura da escápula (omoplata).

Por outro lado, devem evitar os movimentos repetitivos com o braço por tempo prolongado.

Dica: Aulas de alongamento, Yoga, Pilates, Tai Chi Chuan e outros similares são excelentes exercícios para aliviarem os músculos e compensarem os esforços físicos e as posturas prejudiciais.

Essa dica vale também para crianças, pelos motivos já citados acima.

 

SIGNIFICADO OCULTO DA DOR NAS COSTAS

Como Terapeutas Holísticos, eu e o Marcos temos uma visão que vai um pouco além dos aspectos físicos, especialmente quando o assunto é desequilíbrio em alguma área do corpo.

Claro que não podemos deixar de lado as causas físicas de qualquer sintoma, porém ao olhar para o Ser em seu Todo, levarmos em consideração também os aspectos emocionais, mentais e espirituais em todos os sintomas.

Pensamos que as pessoas são partes que devem ser integradas. Nenhum processo físico está desacompanhado das outras partes do Ser.

Há sempre um significado oculto por trás de todas as doenças e sintomas que, mesmo estando inconscientes, devem ser avaliados e cuidados para que a cura total aconteça.

Na visão holística de saúde, os sintomas físicos se relacionam com um sentimento ou uma emoção e para que a cura seja completa é preciso também olhar para o lado oculto das dores que você sente.

A cura completa acontece quando você consegue envolver os aspectos físicos, mentais e emocionais no seu tratamento.

Assim como é preciso que você modifique alguns hábitos para aliviar o corpo físico, as emoções e os pensamentos relacionados ao sintoma também necessitam ser modificados, a fim de que você obtenha bons resultados em seus tratamentos e exercícios.

 

Você sabia que carrega mochilas emocionais nas costas?

dor-costasVocê pode estar se perguntando agora qual é o significado oculto da dor no ombro. Vamos pensar juntos?

No aspecto emocional e mental, desenvolvemos incômodos ou dores nas costas, especialmente nos ombros, quando carregamos quantidade elevada de responsabilidades e compromissos, quando nos sentimos sobrecarregados de afazeres e também quando assumimos responsabilidades que não são nossas.

Esta sobrecarga emocional e mental funciona como um peso extra que estamos carregando nas costas, e acabam por refletir no corpo físico em forma de dores nos ombros. São pesos emocionais os quais eu chamo de “mochilas emocionais”.

Se você tem dores nos ombros é necessário que comece a pensar nas responsabilidades e compromissos que assumiu para si mesmo, perguntando-se qual é o peso extra que está carregando.

Reavaliar cada responsabilidade e cada compromisso, a fim de filtrá-los para ficar apenas com aquilo que “dá conta” de carregar sem esforço.

Uma ótima pergunta que você poderia fazer a si mesmo é: -“Preciso mesmo fazer isso?”.

E ainda seria interessante perguntar-se: “O que é meu e o que é do outro?” e “Qual é o peso extra que eu preciso retirar das minhas costas?”.

 

E sobre o significado oculto das dores no pescoço?

Em se falando sobre o que está oculto nas dores do pescoço, posso dizer que elas se apresentam quando há rigidez de pensamento e necessidade de controlar a tudo e a todos, inclusive a si mesmo.

Se você pensar bem, as dores no pescoço são acompanhadas de rigidez na movimentação, lhe impedindo de olhar para todos os lados.

Posturas como: fixar-se em apenas um ponto de vista, auto cobrança, dificuldade de relaxar e de soltar-se, assim como forte preocupação com as cobranças alheias, estão por trás dos incômodos no pescoço.

Aprender a ser mais flexível, inclusive para com você mesmo, aprender a relaxar e a soltar-se diante dos fatos da vida, olhar para outros lados a fim de perceber que sempre há outros pontos de vistas além do seu e parar de autocobrar-se são as saídas para quem tem dores nos pescoço.

Perguntas que você pode fazer a si mesmo é: “Será que estou sendo teimoso?” ou “Por que quero que todos pensem como eu?” ou “Porque não posso relaxar?”.

Avalie-se e ponha a se transformar!

 

O seu filho se queixa de dores nos ombros e no pescoço?

Abri um tópico especial para crianças e adolescentes por considerar de suma importância darmos uma atenção a esses pequenos Seres, uma vez que tenho percebido visto que eles andam se queixando de dores nas costas.

Convivendo muito com crianças e adolescentes, vejo que as costas deles, muitas vezes, se parecem com costas de pessoas velhas, em tão tenra idade.

Pergunto-me: “O que estamos fazendo com esses jovens?”.

E chego à conclusão de que a nossa sociedade aumentou muito as exigências aos jovens, que estão se sentindo cobrados, aprendem, desde cedo, a se autocobrarem, a controlarem e a controlarem a vida ao redor. As exigências para eles estão tão grande quanto para nós, adultos.

Atuar com crianças e adolescentes nos níveis físicos e nos significados ocultos fará bem a eles.

O que você pode fazer?

Limitar o tempo no computador e da TV, incentivar outras atividades, especialmente as que envolvam exercícios, questionar junto a escola sobre o peso da mochila escolar, etc.

Mas também é preciso perceber o que você e a sociedade colocaram em seus ombros: responsabilidades demais, tarefas demais, etc.?

Pergunte-se: “O seu filho tem tempo para simplesmente brincar?”, “Qual é a mochila emocional que seu filho está carregando?” e “As exigências que faço à ele estão de acordo com sua idade e maturidade?”.

 

livre

 

Dicas para aliviar suas dores

Enquanto você se observa e se trabalha para modificar as causas emocionais e mentais das dores nos ombros e pescoço, pode introduzir alguns hábitos que te ajudarão a aliviá-las e a preveni-las.

As dicas abaixo servem tanto para adultos quanto para crianças:

 

1. Exercícios de alongamentos e de fortalecimento da musculatura: os exercícios de yoga são recomendados, uma vez que trabalham a elasticidade e flexibilidade da coluna como um todo, fortalecendo a musculatura e ainda auxiliando a corrigir a má postura.

2. O uso de equipamentos adequados, como por exemplo: cadeiras adequadas ao tamanho da mesa, de maneira que o corpo não necessite estar curvado ao escrever ou ao usar o computador. Além disso, use uma cadeira que ofereça apoio às suas costas.

3. Evite dormir de bruços, pois esta postura costuma contrair toda a musculatura do pescoço.

Se você costuma dormir de lado, coloque um pequeno travesseiro fechando o vão que fica entre o pescoço e a cama, dando ao seu pescoço total apoio. Desta forma ele pode relaxar completamente durante o sono. Evite travesseiros muito altos e duros. Os melhores são aqueles que se moldam á sua cabeça. E dê preferência á colchões mais firmes.

4. Intervalos no trabalho: Faça intervalos de 15 minutos a cada 2 horas de trabalho, principalmente se o seu trabalho exige movimentos repetitivos, ou se você trabalha dirigindo ou no computador.

Utilize os 15 minutos de intervalo para alongar-se, espreguiçar-se, respirar e acalmar-se. Levante-se e dê pequenas caminhadas, por exemplo.

Você retornará ao trabalho sentindo-se refeito, com novas energias, e sem tensões acumuladas, o que ajuda bastante no rendimento posterior.

4. Acostume-se a usar mais a força das pernas para abaixar ou se levantar. Inclinar a coluna sempre que precisar apanhar algo no chão pode agravar ainda mais o problema.

Observe-se em relação às tensões emocionais e decida retirar alguns dos pesos.

5. Massagens suaves com óleos aromáticos ou anti-inflamatórios podem aliviar a dor.

6. Receber algumas sessões de Reiki é um ótimo recurso auxiliar aos seus tratamentos tradicionais, pois esta técnica harmoniza envolver tanto o físico quanto o emocional, além de promover relaxamento e atuar em todo o seu Ser, equilibrando todas as suas partes.

6. Busque atividades que ajudem a aliviar os pensamentos e a relaxar o corpo como um todo e torne isso uma constante.

Aqui você pode incluir os hobbies, as brincadeiras, os passeios ao ar livre ou simplesmente aumentar as horas de descanso.

 

Um exercício:

1. Gire a cabeça em movimentos circulares no sentido horário e depois no anti-horário, com movimentos lentos.

2. Sentado ou em pé, estique os braços para cima, dobre o corpo para o lado, alongando a cintura, inclinando-se para a esquerda e depois para a direita.

3. Mova os ombros para cima, para baixo, para frente e para trás.

Lembre-se de relaxar ao final de cada exercício.

Clique aqui para automassagem

 

Gratidão por ter chegado até aqui. Espero ter ajudado você a pensar sobre o tema, incentivando os cuidados para todas as partes do seu Ser!

Luz e Paz,
Tania Resende

 

Para compartilhar:
Use os botões “curtir” e “enviar por e-mail”, acima do post.
Compartilhe também os créditos e links.

 

O que você pode aprender no Anima Mundhy?
Clique aqui

 

Links:
Yoga para Crianças: um caminho da infância á vida adulta
Você sabia que a sua respiração interfere na sua saúde?
Criança Interior: redescobrindo a alegria de viver – I

 

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

21 Comentários

  1. Ines

    Ótimo artigo Tânia! Elucidativo, didático e bom para abrirmos a mente e elevarmos o espírito! Obrigada por toda Luz que nos dá! Saudades. Beijos!Ines

  2. Mateus

    Muitas coisas podem prejudicar nossas costas além do mais nossa saúde, parabéns pelo site gostei.

  3. Cida

    Muito boas as informações, principalmente para as crianças e quem trabalha. Obrigada