Juliana é jornalista e escritora espiritualista, tendo mais de 20 livros publicados.
Juliana Bueno chegou aos cursos do Anima Mundhy em 2012, com uma postura “silenciosa” e “discreta”, trazendo questionamentos intergalácticos!
Lembro-me bem do seu “pré-requisito” para matricular-se no curso Ascensão e Automaestria:
– “Tania: eu já estudei muito e já conheço muito sobre espiritualidade. Estou interessada em temas que vão complementar os meus conhecimentos. Eu quero saber sobre os povos de outros planetas, sobre os Ets. Você já ouviu falar em Sírio? Se Eles forem temas de suas aulas, e se você explicar um pouco sobre Eles, eu faço o seu curso!“.
 
Sobre Ascensão e Automaestria:

O curso Ascensão e Automaestria não é um curso sobre Ets, embora Eles (os Crísticos da Confederação) circulem livremente pelo Anima Mundhy e participem das aulas, enviando-nos instruções e informações.
Dediquei-me a explicar isso para a Juliana.
E, convencida disso, Juliana inscreveu-se no curso, ainda um pouco “desconfiada”, porém aberta a receber as novas informações. E eis que está conosco até hoje!
 
Juliana escolhe o Anima Mundhy
Juliana escolheu o Anima Mundhy para lançar o seu mais recente livro: “Dores ocultas“, publicado pela Editora Besouro Box.
Eu e o Marcos nos sentimos muito honrados e, de braços abertos, nós acolhemos essa ideia!
 
A entrevista
De um “bate-papo” informal com a Juliana, nasceu esta entrevista!
A Juliana é uma pessoa que vale a pena conhecer mais de perto!
 
Anote:
Lançamento de “Dores ocultas”, da Juliana Bueno
Em 25 de abril/13, quinta-feira, ás 20:00 h., no Anima Mundhy.
Um evento com entrada franca, Juliana Bueno fará uma breve palestra abordando temas referentes ao livro e posteriormente estará disponível para um bate-papo e autógrafos.
Faça sua reserva através de e-mail.
Outras Informações
 
Juliana Bueno em entrevista:
Tania: – Juliana: como foi que você chegou ao Anima Mundhy? Porque você se interessou por nossos cursos?
Juliana: – Tania, eu sou o que se costuma chamar de “rato de livrarias”! E foi numa delas, numa tarde qualquer aqui em Sampa, que descobri o livro “2012, a Era de Ouro“, onde você publicou aquelas maravilhosas canalizações.
Ai foi fácil, felizmente, chegar até você e descobrir este seu trabalho.
Foi assim que eu descobri você e a equipe do Anima Mundhy.
E logo de início, uma coisa me chamou a atenção: quando eu cheguei aqui pela primeira vez, logo senti a presença dos Seres Espirituais de outras dimensões e já me senti realmente muito bem.
Então, eu resolvi fazer parte desta sua Missão, aprender muito e exercitar este aprendizado, o que eu estou achando realmente importante.
 
Tania: – A partir dos nossos encontros e conforme comprovei com a leitura de alguns dos seus livros, percebi que você já tinha muito conhecimento sobre os Arcanjos e os Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca. Você também deixa claro em seus livros que você tem uma mediunidade bastante desenvolvida, o que me leva crer que você também recebe inspirações “do alto” ao escrever. Conte um pouco sobre o seu caminho espiritual e como a sua mediunidade te ajuda no seu trabalho.
Juliana: – Eu sou espírita e espiritualista há muitos anos. Aprendi muito na doutrina de Allan Kardec, mas atualmente meus caminhos não são apenas estes.
Sou uma estudante da Ordem Rosacruz (AMORC), onde também aprendo e trabalho, utilizando todo este aprendizado no meu dia-a-dia.
No meu mundo profissional, este lado espiritual da vida foi sempre muito atuante. Como jornalista, eu produzi e apresentei, por mais de 25 anos, um programa de rádio que tinha o nome de “Jornal Alternativo“.
Este programa foi ao ar em rádios de São Paulo, Ribeirão Preto e São José dos Campos e esteve na televisão durante 3 anos.
Foi um programa pioneiro e totalmente inovador desde o seu início, pois eu divulgava – através de mini-reportagens e entrevistas – as novidades e os temas (espiritualidade, saúde, comportamento) do movimento da Nova Era, que crescia a passos largos!
Em paralelo ao meu trabalho como jornalista, eu sempre estudei e pratiquei a espiritualidade, buscando por novos ensinamentos e orientações. Sempre procurei usar o desenvolvimento da mediunidade para ajudar as pessoas, de todas as formas possíveis, em trabalhos coletivos ou em minha própria família.
Meus livros, eu sei disso, são inspirados, muito intuitivos. Eu mesma não sei como consigo escrever tantos livros, com tanta facilidade e rapidez.
Como você sabe, estou sempre procurando caminhos férteis para aprimorar, desenvolver o meu “Eu Divino” e conquistar a paz profunda, a alegria interior e uma autentica sabedoria.
Penso que somente assim é possível viver com serenidade, enfrentando conflitos, mágoas e dores desta nossa vida, nesta fase ainda tão difícil e conturbada da Terra, em plena transição.
 
Tania: – Para o lançamento do seu mais recente livro no Anima Mundhy, você está se propondo a fazer uma pequena palestra abordando as “Dores ocultas”. Este é também o tema do seu livro. Porque lhe parece tão importante falar, escrever, conscientizar as pessoas sobre as “Dores ocultas”?
Juliana: – Eu percebo “Dores ocultas” na minha própria vida. Também observo “Dores ocultas” na vida das pessoas ao meu redor e também na vida dos meus familiares mais próximos.
Muitas vezes não há como não participar dos problemas e dificuldades daqueles a quem amamos e, a partir do meu contato com pessoas e suas respectivas dificuldades, vejo que uma grande maioria de nós traz barreiras interiores, além de também sentirmos certa dificuldade em identificar, aceitar e tratar as nossas dores mais profundas.
Sei também que a compreensão espiritual destas dores é fundamental, pois quase todas elas têm origem em vidas passadas, em frustrações e mágoas que não foram resolvidas, tampouco curadas.
Tenho sentido necessidade de escrever sobre fatos reais da vida. Tanto este livro: “Dores ocultas”, assim como também o outro livro: “Uma Vida Bipolar”, são baseados em fatos verídicos: são experiências reais de pessoas, suas vidas e suas dores, e as lições retiradas de cada experiência vivida.
Penso que é importante esta conscientização profunda e corajosa, ao mesmo tempo humilde e determinada, sobre o que de fato acontece no nosso universo interior, na paisagem do coração, que as vezes sequer queremos conhecer melhor.
Falar sobre “Dores ocultas” tem como objetivo motivar as pessoas a buscarem o autoconhecimento e curarem as suas dores, mágoas e frustrações. Penso que qualquer tipo de cura emocional-espiritual só poderá acontecer com este autoconhecimento e com a conquista de uma autêntica autoestima.
O nosso mundo espiritual-emocional é o mais importante de tudo, inclusive neste novo mundo que estamos construindo, com o auxilio dos nossos mentores, Mestres Ascensos, Arcanjos e Anjos.
 
Tania: – Você tem planos para o próximo livro?
Juliana: – Já estou escrevendo o próximo livro. Estou me envolvendo muito com ele e estou adorando os rumos e os temas que me sinto impulsionada a escrever. Muitas coisas boas e novas estão acontecendo na minha vida espiritual e, desta vez, eu estou sendo inspirada por Seres Espirituais extraplanetários.
Muito do que estou aprendendo e vivenciando com você, Tania, está me inspirando para o próximo livro.
Prefiro fazer uma surpresa aos meus leitores e deixar os detalhes para quando estiver pronto.
 
Tania: – Gratidão por estar conosco, Juliana. Desejo que “Dores ocultas” seja mais um sucesso!
Juliana: – Gostaria de agradecer esta oportunidade também. Espero conhecer os leitores do seu Blog, no dia 25 de abril!
 
Para compartilhar:
Use os botões “curtir” e “enviar por e-mail”, acima do post.
Compartilhe também os créditos e links.
 
Onde fica o Anima Mundhy?
Ao lado Metrô Vila Madalena, em São Paulo
Saiba como chegar
 
Buscando por novos conhecimentos?
Conheça os cursos Anima Mundhy
Consulte agenda.