Outro dia desses, andando de bicicleta, percebi o olhar do desejo em um jovem, ele estava conversando com seus amigos e parou de prestar atenção à conversa para olhar para a minha bicicleta.

 

A armadilha do desejo.

Nesse breve instante, enquanto ele analisava a minha bicicleta, vi que, internamente, estava se questionando sobre o quanto de energia ele deveria destinar ao desejo de tê-la.

E então pensei: se ele colocar energia suficiente no desejo a ponto de querê-la a “qualquer custo”, eu poderei ter que enfrentar, em minha realidade, uma energia de roubo.

Pois, quanto maior é a energia destinada ao desejo, maior será a falta de escrúpulos para se obter o objeto de desejo. E não importa se esse objeto de desejo é fruto de uma necessidade real ou, se assim posso dizer, de um “capricho”.

 

O desejo e o ego.

Quando o desejo é muito forte, a falta de escrúpulos pode chegar ao nível de a vida alheia não ter nenhum valor e assim, o respeito e a consideração ao próximo desaparecem, perdendo-se a consciência do todo.

A falta de consciência do todo implica em uma consciência totalmente voltada para si mesmo. Então, quanto mais energia se destina aos desejos, mais o indivíduo está unificado ao seu ego.

 

Uma lição muito antiga.

Há milênios o desapego é pregado, por sábios no mundo todo, como parte integrante do caminho de crescimento pessoal e ascensão.

E uma das formas de trabalhar o desapego é aprender a não destinar a energia aos desejos egóicos, que são aqueles que te desviam da consciência do todo.

A energia que não for destinada ao desejo pode ser aproveitada para o crescimento espiritual.

 

Um bom desafio.

Que tal prestarmos atenção aos nossos desejos e perceber o quanto de energia destinamos a cada um deles?

Que tal destinarmos nossa energia ao entendimento da diferença entre um desejo da alma e um desejo do ego?

Para tal, pergunte-se: como irei evoluir em minha consciência espiritual ao alimentar esse desejo?

Namaste.

 

Terapias Holísticas e Nova Espiritualidade!
Desde 1995 ministrando cursos presenciais e online
www.animamundhy.com.br/agenda

Curtiu esse post?