08 / 03 / 2015 Comentários 1

Peregrina da Paz: 28 anos caminhando! Exemplo de vida com atitudes significativas! Mulheres Pioneiras.

peregrina-da-paz-9

”Hei de peregrinar até que a humanidade haja aprendido o caminho da paz, caminhando até que me ofereçam abrigo e jejuando até que me deem alimento’. (Peregrina da Paz)

 

Quem foi a Peregrina da Paz?

Em 1º de janeiro de 1953, Mildred Lisette Norman, aos 28 anos, iniciou sua primeira peregrinação, atravessando os Estados Unidos de ponta a ponta, adotando para si mesma o nome de “Peregrina de Paz“.

peregrina-da-paz-15Ela desejava que seu nome de nascimento não fosse conhecido e pedia que o esquecessem, alegando que as pessoas que cruzassem o seu caminho deveriam olhar para a “mensagem e não para o mensageiro“.

Sentindo que sua vida deveria ter um propósito maior, colocou-se em Serviço planetário, oferecendo-se ao Divino para ser um instrumento de Paz na Terra.

Fez o voto de “permanecer em peregrinação até que a humanidade tenha aprendido o caminho da paz”.

Caminhou todos os dias, sem exceção de nenhum, até 1981, quando fez sua transição, aos 73 anos de idade.

 

O mundo é como um espelho, diz a “Peregrina da Paz”

Em julho de 1981, um dia antes de morrer, “Peregrina de Paz” deu uma entrevista a Ted Hayes, gerente de uma estação de rádio em Knox, Ind.

Ele perguntou: – “Há um certo número de pessoas que provavelmente pensam que pessoas como você são malucas. Você tem problemas em superar essa barreira com essas pessoas?“.

E a “Peregrina da Paz” respondeu: – “Bem, eu tenho certeza de que alguns devem pensar que eu sou completamente “fora do eixo”. Afinal de contas, eu estou fazendo algo diferente. E pioneiros sempre foram considerados um pouco estranhos. Mas, veja bem, eu amo as pessoas e vejo o bom nelas. E se você estiver apto, vai compreender que o mundo é como um espelho: se você sorri para ele, ele sorri para você. Eu amo sorrir, e assim, em geral, eu recebo muitos sorrisos em troca.”.

Um aparte: a “Peregrina da Paz” dizia que a morte seria “a gloriosa transição para uma vida mais livre.”.

 

25.000 Milhas a Pé pela Paz!

peregrina-da-paz-3Quando começou suas peregrinações, a Guerra da Coréia ainda estava em andamento e havia “no ar” uma ameaça sinistra de um ataque nuclear,  que encontrava ecos na mente de muitos grupos, não apenas de americanos, como também por grupos espalhados por todo o mundo.

Partindo de seus desejos de modificar tais impulsos bélicos, por onde passava, ela falava sobre paz. Causava grande impacto, não apenas por sua forma simples e incomum de se apresentar, mas especialmente por suas palavras fortes que “deixavam ecos na consciência”, segundo diziam aqueles que a conheceram pessoalmente.

Entre 1953 e 1981, tornou-se comum vê-la passando por cidades e estradas dos Estados Unidos. Muitos aguardavam aquela “mulher de cabelos brancos, vestida com uma blusa azul marinho e uma túnica curta com bolsos, nos quais leva seus únicos pertences terrenos: um pente, uma escova de dentes dobrável, uma caneta, cópias de sua mensagem e sua correspondência habitual“.

Na frente da túnica lia-se, em letras brancas: “Peregrina de Paz” e na parte de trás, “25.000 Milhas a Pé pela Paz“.

peregrina-da-paz-8Atraiu a atenção do mundo e teve a oportunidade de falar com diversos grupos – de igrejas a universidades. Falou por meio dos jornais, revistas, rádio e televisão.

Considerava sua caminhada como uma pregação, uma oportunidade para inspirar outros a orar e a trabalhar com ela pela paz.

Inspirou milhares de pessoas, durante seus vinte e oito anos de peregrinação pela paz, recebeu milhares de cartas. Em muitas delas, lia-se: “Desde que falei contigo decidi que também eu devo fazer algo pela paz“.

Falava muito sobre a paz interior e acreditava que “quando um número suficiente de nós encontrarmos a paz interior, nossas instituições se tornarão mais pacíficas e não haverá mais ocasião para a guerra.”.

Em outras palavras, neste pensamento da “Peregrina da Paz” está a tão conhecida e divulgada ideia: ’a paz começa dentro da nós”.

 

Espiritualidade e Peregrinação

peregrina-da-paz-6Por diversas vezes, a “Peregrina da Paz” mencionou que enquanto peregrinava ela orava, buscava compreender as Leis da vida e do Universo, refletia sobre Deus, fazia contato com o Divino dentro de si mesma, se elevava e se preenchia de Luz.

Uniu Espiritualidade com Ações cotidianas, aproveitando todas as oportunidades para falar de Deus, transmitindo novas ideias. Prezava o que ela chamava de “uma vida significativa“.

E ela anotava seus “insights” e reflexões, deixando dezenove boletins, contendo ensinamentos preciosos, que denominou: “Os Progressos de Peregrina de Paz“.

 

Em sintonia com a Grande Fraternidade Branca!

Eu amei conhecer seus ensinamentos, pois percebi neles bastante sintonia com os preceitos da Nova Espiritualidade e da Grande Fraternidade Branca!

Em diversas passagens dos seus dezenove boletins, ela conta que seguia sempre as instruções do Eu Superior, sobre o qual ela escreve:

peregrina-da-pazO eu superior tem recebido muitos nomes maravilhosos dos altos líderes religiosos; alguns o chamam a força governante superior, a luz interior ou o Cristo que mora em nós”.

Quando Jesus disse: “O Reino de Deus está dentro de nós”, estava se referindo obviamente ao Eu Superior.”.

E ainda: “O Cristo em nós, nossa esperança de glória, o Cristo que mora em nós. Jesus foi chamado o Cristo porque sua vida foi regida por esta força governante superior.”.

Muito legal, né?

 

Cinco passos para a Paz interior

Destaco neste texto para o Blog Anima Mundhy, um resumo do primeiro boletim escrito pela “Peregrina da Paz”, com o título: “Meus Passos para a Paz Interior”, onde ela explica cinco caminhos que ela identificou como sendo importantes para a Paz interior:

 

  1. Ter uma atitude significativa na vida

peregrina-da-paz-1Para a “Peregrina da Paz” as pessoas precisam sair da superficialidade e buscar uma vida que tenha maior profundidade e significado, uma vida que realmente valha a pena, inserindo nela um propósito maior que fará com que sintam-se útil para “alguma coisa” na Terra.

As melhores atitudes, segundo a “Peregrina da Paz”, são aquelas que “fazem a diferença”, atitudes significativas para um contexto maior, que deixem marcas e expressem contribuições para a sociedade humana. Algo que ao final se pense que tenha valido a pena ter vivido neste Terra.

Em outras palavras, para a “Peregrina da Paz” uma vida que realmente “valha a pena” ser vivida acontece quando se faz algo de útil para o coletivo, transmitindo algo de bom para tudo e para todos ao redor, interferindo positivamente para a transformação e evolução da sociedade humana, contribuindo efetivamente na solução dos nossos problemas.

Na visão da “Peregrina da Paz”, problemas são oportunidades de crescimento e transformação. E ter uma atitude adequada na vida é buscar uma vida efetivamente significativa.

Sobre o tema, ela escreveu: “Enfrente a vida com coragem e honestidade; busque sob a superfície da vida, que é onde se encontram as verdades e realidades. Isso é o que estamos fazendo aqui agora. Aí está toda a questão de ter uma atitude significativa. Quando percebermos isto, reconheceremos que os problemas são oportunidades encobertas.”.

 

  1. Levar a vida em harmonia com as Leis do Universo

Habituada a pensar sobre a vida e desejando encontrar orientações que pudessem gerar harmonia e maior perfeição – não apenas em sua vida pessoal como também na sociedade humana – a “Peregrina da Paz” se apoia nas seguintes Leis do Universo:

  1. O mal se vence unicamente com o bem;
  2. Só os bons meios podem alcançar um bom fim;
  3. Aqueles que fazem coisas desagradáveis, ferem a si mesmos – espiritualmente.

peregrina-da-paz-13Escreve ela: “Estas leis são as mesmas para todos os seres humanos e devem ser obedecidas para que a harmonia possa prevalecer. Estou consciente de que há algumas leis bem conhecidas, pouco compreendidas e raras vezes praticadas; preceitos pelos quais devemos viver, se desejamos encontrar a paz interior e exterior.”

Quando comecei a viver de acordo com a Luz mais elevada que eu tinha, descobri que outra Luz me era concedida; que me abria para receber mais Luz.”.

 

  1. Cada um de nós tem um lugar especial no Esquema da Vida

peregrina-da-paz-5Claramente, a “Peregrina da Paz” fala em Missão de vida, que é única para cada pessoa e que se manifesta a partir da expressão externa do Divino interno.

Dizia que se cada qual desempenhar bem o papel ao qual foi destinado, estará em paz e suas atitudes serão significativas, pois farão enorme diferença na transformação de si mesmo e da sociedade humana.

Todas as atitudes baseadas na Missão individual são atitudes significativas na vida.

E alertando para tendência humana de confundir-se e acabar desejando para si o “papel” (função) de outros, a “Peregrina da Paz” ressalta a importância de seguir a orientação interna, pois a Missão na Terra é única para cada pessoa e todas são importantes para o contexto geral.

Ela escreve: “não existem duas pessoas que devam desempenhar exatamente a mesma parte no plano de Deus“.

Em suas palavras: “Há uma orientação que chega desde dentro para todo aquele que a escuta. Através dela, cada qual se sente atraído para alguma parte no esquema das coisas.”.

 

  1. A orientação Divina só pode ser conhecida desde o interior

peregrina-da-paz-7A “Peregrina da Paz” considerava muito importante interiorizar-se para ouvir a Voz Divina que vem de dentro de si, a fim de buscar orientações para o seu dia, sua vida e suas ações.

Através dessa Voz Divina ela dizia que entendia e compreendia aquilo que Deus desejava dela, conhecia sua Missão na Terra e sabia quais deveriam ser os seus próximos passos a cada dia.

A “Peregrina da Paz” contou que todas as manhãs pensava em Deus e meditava sobre o que poderia fazer ao longo do dia para servir aos Filhos de Deus.

Ao longo do dia, buscava ao máximo realizar boas ações às pessoas, sempre com sorriso no rosto e alegria no coração e orava sempre por aquilo que lhe parecia importante.

Em suas palavras: “Uma oração correta motiva uma ação correta.”.

 

  1. Simplificação da vida leva ao bem estar interior e exterior

A “Peregrina da Paz” dizia que há uma sensação de extrema liberdade quando se propõe a simplificar ao máximo a vida.

Para ela, simplificar a vida significava deixar de preocupar-se com detalhes sem efetiva importância, eximir-se de preocupações materiais, sabendo que os recursos externos – disponíveis a todos – e apenas devem “ser bem administrados“, a fim de que o mundo exterior seja equilibrado a partir do mundo interior.

peregrina-da-paz-14Nas minhas palavras, a “Peregrina da Paz” aborda a importância de se colocar o Espírito sobre a matéria, tema que eu estimulo meus alunos a compreenderem em minhas aulas: é o Espírito que deve coordenar nossas ações, nossos interesses e nossas buscas.

O Espírito sobre a matéria modifica totalmente nosso foco de atenção na vida. é o Espírito que está melhor instrumentado para organizar a vida na Terra com perfeição.

Para o nosso Espírito, muitas questões com as quais nos preocupamos e nas quais nos dedicamos, não tem importância nenhuma. São buscas de um ego fixado nos aspectos materiais e visíveis, sem sentido algum aos olhos de Deus.

Observando bem, aos olhos do Espírito há uma imensidão de “coisas” desnecessárias com as quais nos preocupamos.

Segundo a “Peregrina da Paz”, o futuro deve ser construído a partir de uma visão que valorize mais o lado interior – o aspecto espiritual do Ser, pois só assim seremos capazes de conquistar a harmonia externa e – a partir daí – equilibrar o mundo ao redor.

Sobre o simplificar a vida, ela ainda acrescenta: “Tudo o que está além do necessário, tenderá a tornar-se uma carga.”.

 

Concluindo …

Com suas ações, a “Peregrina da Paz” deixou sua marca na Terra. Embora ainda não tenhamos conquistado a plena Paz Mundial, com certeza a “Peregrina da Paz” plantou sementes e ancorou na Terra uma energia mais elevada. E ela conquistou mudanças, no meu modo de ver.

peregrina-da-paz-11Se olharmos para os idos anos entre 1953 e 1981, vamos perceber que muitos conflitos mundiais existentes na época já foram dissolvidos. A Guerra Fria se foi. Muros separatistas caíram. Povos estão se unindo. E muito mais!

Muitas ações em prol da Paz seguiram os passos da “Peregrina da Paz” e/ou foram inspiradas em suas mensagens.

Ações positivas de um único Ser Humano que possua objetivos nobres e coletivos, é capaz de reverberar, crescer, multiplicar-se e transformar o mundo ao redor.

Me sinto grata à “Peregrina da Paz”, pois ela fez enorme diferença ao existir entre nós!

Uma mulher forte e excepcional, cujas ações diferentes, inovadoras e corajosas romperam preconceitos e despertaram muitos e muitos para o tema ainda inédito em sua época: todos podem – e devem – trabalhar para a Paz na Terra!

Uma pioneira em sua época – e talvez até os dias de hoje, foi capaz de levar ao mundo uma mensagem cujo “pano de fundo” pode se resumir em: “a Paz está em nossas mãos”!

Que possamos honrar a “Peregrina da Paz” e sua dedicação à Humanidade, dando continuidade aos progressos em relação à Paz na Terra entre todos os povos.

Como escreveram, ao noticiar a sua morte: “As sementes da paz foram bem disseminadas. É dever de todos os que foram tocados por ela, iniciar a colheita.”.

 

Uma entrevista:

Não encontrei nenhum vídeo legendado, infelizmente. Aproveite para sentir sua energia e ouvir sua voz!

O livro: “Peregrina da Paz”

Depois de sua morte, seus amigos pessoais, espalhados por todos os lugares por onde passou, transcreveram algumas de suas principais palestras e entrevistas, registraram conversas particulares com ela, coletaram partes importantes de sua correspondência pessoal e organizaram um livro, onde inseriram também os seus dezenove boletins : “Peregrina de Paz – sua vida e trabalho em suas próprias palavras“,  disponível gratuitamente em PDF, aqui.

Uma leitura que vale a pena!

Divirta-se!
Luz e Paz,
Tania Resende

 

Você quer compartilhar?
Prefira os botões: curtir, tweet e enviar por e-mail.
Se optar por copiar, não se esqueça de copiar também os créditos e links.

 

Confira outros posts do Blog:
Aprenda a usar os Raios Divinos! Fraternidade Branca
Kuan Yin e a Chama Violeta
Magnified Healing

Consulte agenda

 

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentários

  1. Estrela Costa Brandao - Rita

    Gratificante essa leitura para a ocasião, onde precisamos cultivar espalhar a PAZ onde estivermos…Gratitude…………..
    Namastê……