Após o “interminável” inverno, com aquela preguiça latente, uma vontade de não fazer absolutamente nada, comer até “pelos cotovelos”, entupir-se de doces e chocolates e etc., finalmente chega a primavera, trazendo um sentimento bem diferente!
Na natureza as flores desabrocham, as sementes brotam, e os animais saem de suas tocas em busca de parceiros para acasalamento! A hibernação finalmente acabou!
 
Primavera é vida em expansão!
É maravilhoso observar a chegada da primavera: tudo ao redor se torna mais colorido e cheio de vida, há no ar uma sensação de renovação e de alegria.
A primavera vem anunciando a chegada de uma nova etapa, que se faz sentir através de uma vontade imensa de viver a vida intensamente.
Quando estamos bem nutridos de energia, equilibrados e em sintonia harmoniosa com a natureza, é comum, nesta época, sentirmos a vida pulsando dentro de nós, pois somos muito estimulados a colocar novos projetos em prática e também desejamos fazer florir os nossos sonhos e ideais! Há um forte desejo interno de expandir os nossos horizontes!
A busca pela realização plena se faz mais intensa na primavera, pois a natureza se mostra tão forte aos nossos olhos, que nos estimula a buscar a alegria em tudo, assim como também nos lembra de nossa própria essência de vida e do nosso propósito na Terra.
A primavera traz a energia e a força para fazer desabrochar dos novos projetos, a vontade de renascer e, finalmente, de agir!
Se você deseja estar em sintonia com a natureza, deve aproveitar este momento para inovar em todos os aspectos da vida!
Permita seguir o natural impulso de primavera para olhar para fora, ousar coisas novas, sair de casa para sentir o aroma das flores, criar novos hábitos, encontrar pessoas e fazer novos contatos!
 
A primavera impulsiona a vontade de preencher o vazio
Lembra-se daquele recolhimento do inverno e toda a arrumação de armários?
Clique aqui para ler as Dicas de Inverno
Se você seguiu a natureza, recolheu-se para dentro da sua casa e para dentro de si mesmo, teve tempo para rever “coisas” e questões: a natural introspecção do inverno!
Pode ser que muitas coisas tenham ter ido literalmente ao lixo mesmo!
E agora a primavera traz a vontade de preencher o vazio, de renovar tudo, de sair do velho e de assimilar a nova vida que está chegando!
Surge uma vontade interna por ler novos livros, fazer novas amizades, colocar em prática antigos projetos engavetados, e muito mais!
Sonhos e desejos internos voltam á mente, acompanhados do impulso para a ação e da esperança das suas realizações! Esta é a tendência inerente da primavera!
 
Primavera: a estação da alegria e dos novos inícios
Quando estamos em harmonia com a natureza, uma alegria interna surge naturalmente e um ânimo novo é sentido!
É o momento de dar início aos novos projetos, aos novos hábitos e ás novas atitudes. E também é o momento certo para dar vazão as novas ideias e perceber as novas portas que se abrem.
A própria terra, agora descansada e cheia de força, sustenta e providencia os recursos para os novos inícios!
 
Primavera e a Medicina Chinesa
Para a Medicina Chinesa, o elemento que rege a primavera é a madeira.
O elemento Madeira representa a força da geração da nova vida, da criatividade e da capacidade de mudar!
A madeira começa a vida como uma pequena semente plantada no interior da terra, transforma-se numa arvorezinha e desenvolve-se até tornar-se uma linda e frondosa árvore, a qual dará frutos e ainda produzirá as sementes das próximas gerações!
Nesta visão, a primavera representa a vida que cria raízes fortes e profundas na terra.
A madeira tem sua plenitude na primavera e se manifesta no vento, que por sua vez, move as folhas das árvores.
A primavera é crescimento e movimento, puro e intenso!
 
Flexibilidade e Força: uma imagem a seguir
Você já observou uma árvore ao vento?
O tronco da árvore não é totalmente rígido, possui certa flexibilidade, é capaz de “envergar-se”, especialmente diante de fortes ventos. A flexibilidade da madeira impede que o tronco se quebre, permitindo seguir o movimento dos ventos.
Quando estamos em harmonia com a nossa própria essência, o elemento madeira se manifesta trazendo-nos a força para lidarmos com as intempéries da vida, sem nos dobrarmos a ponto de quebrar!
Ter o elemento madeira equilibrado significa criar raízes sólidas na terra ao mesmo tempo em que se mantém firme e forte no propósito e no próprio eixo interno, porém com flexibilidade para permitir que “os bons ventos te levem”, sem quebrar-se por rigidez ou fraqueza!
Flexibilidade adequada, firmeza e força: esta é a mensagem que o elemento madeira nos traz!
Uma pessoa que está com o elemento madeira equilibrado sente-se com os pés bem ancorados na terra – as raízes firmes, e desloca-se sem esforço pelos ciclos da vida!
 
As emoções e a primavera
Segundo a Medicina Chinesa, a emoção da madeira é a raiva, no sentido do impulso agressivo, que pode ser positivo quando se transforma num impulso orientado para a criatividade, para a iniciativa e para a superação de obstáculos.
Porém, quando a energia da raiva está mal elaborada, ela se transforma em rancor e agressividade direcionada ao outro, a si mesmo e em relação à vida em geral.
Dificuldade em controlar e elaborar os sentimentos de raiva, irritação constante com tudo e com todos, mau humor e fortes tendências a expressar-se agressivamente, são indícios de que o elemento madeira está em desequilíbrio.
 
Porque isso acontece?
Se raiva e irritação estão presentes, é sinal de rigidez mental com excesso de julgamento e/ou auto-julgamento, além de apego a situações, a pessoas, a crenças e a pensamentos passados, que já não te servem mais.
O organismo interpreta aquilo que não lhe serve mais como toxinas e, na “briga” contra essas toxinas, todo o Ser se irrita, desde o corpo físico até as emoções e os pensamentos.
Rigidez mental e julgamentos excessivos impedem que novas decisões sejam tomadas, a avaliação do que é verdadeiramente bom ou ruim fica prejudicada e, desta forma, não há a natural liberação das toxinas, assim como também não há a flexibilidade suficiente para “seguir a direção dos ventos”.
Neste caso, não há movimento e nem crescimento, levando o Ser a sentir-se estagnado e parado, sem conseguir caminhar.
A falta de flexibilidade termina por impedir a entrada do novo, tudo fica velho por dentro e por fora, uma incômoda sensação se torna presente e a sensação da alegria se perde.
O resultado é o rancor, o sentimento de raiva interna, juntamente com a sensação de não estar realizando sonhos e desejos. O mundo se torna ruim e responsável por todas as amarguras pessoais, cheio de “perigos”!
A imagem da madeira: forte, porém flexível, deve estar sempre na sua mente como um guia para suas posturas na vida.
 
O fígado e a vesícula biliar na primavera
Na Medicina Chinesa, o elemento madeira rege o fígado, cuja emoção associada é a raiva, e rege também a vesícula biliar, que está associada à tomada de decisões e ao julgamento.
O recurso “julgamento” está equilibrado quando é orientado para avaliação do que é bom para nós e do que é ruim, desde alimentos até situações, empregos, pessoas, etc.
Quando as funções físicas, emocionais e mentais do fígado e da vesícula biliar estão saudáveis, nós conseguimos analisar todos os aspectos da vida com bastante discernimento, a fim de percebermos com clareza o que precisa ser descartado, a fim de não nos prejudicarmos em nenhum sentido.
Neste caso, não há demora nas decisões, que se tornam imediatas e prontamente eliminamos todas as toxinas, proporcionando saúde física, emocional e mental.
A função natural do julgamento se desequilibra quando há o exagero ou quando está em falta, ambos prejudicando a análise, a tomada de decisões, onde nada é descartado – nem mesmo as toxinas, ou tudo é descartado – até mesmo nutrientes, sentimentos e pensamentos bons.
O fígado e a vesícula biliar, assim como o sentimento de raiva, a tomada de decisões e os julgamentos devem receber maior atenção durante a primavera, pois estão mais suscetíveis a desequilibrar-se.
 
Como manter essas emoções equilibradas?
Quando o elemento madeira está em desequilíbrio, gerando raiva, irritação e mau humor, uma boa medida para superá-los é liberar-se do velho, a fim de que você não “se atole” de coisas inúteis e fique sem espaço vazio para o novo, que chega com a primavera.
Neste sentido, se você não fez a típica limpeza do inverno, ainda está em tempo.
Também é importante olhar um pouco para o próprio enraizamento, percebendo medos e/ou aspectos da sua vida que possam estar te impedindo de “plantar-se” verdadeiramente na Terra, a fim de que você sinta-se seguro e forte para poder decidir por movimentar-se e realizar mudanças.
Além disso, é importante aprimorar e reorganizar a função do julgamento, priorizando o discernimento, a fim de obter clareza sobre o que deve ser descartado e liberado.
Se você tende a julgar demais, tanto a si como aos outros, deve diminuir ou eliminar este hábito, como também é importante deixar fluir as decisões internas, a fim de que você se permita seguir o fluxo dos ventos da primavera.
Bloquear a tomada de decisões afeta a vesícula biliar e pode gerar as habituais pedras.
Evite entrar em discussões desnecessárias, desenvolvendo paciência e calma em tudo e com todos!
Isto tudo passa na medida em que você se sintoniza com os seus desejos, sonhos e objetivos em relação aos diversos aspectos da vida, libera-se daquilo que já não lhe serve mais e permite a tomada de decisão rumo ao novo, permitindo que as novas energias entrem e assumam o comando das suas ações.
Permita-se ser mais flexível para fluir e deixe a força interna se manifestar em Amor pela vida!
 
Aproveite a primavera e tudo o que ela traz de bom!
Passeie muito ao ar livre, abra-se para as amizades, cheire flores, ouça o canto dos pássaros, busque a natureza fora e dentro de você: ela está irradiando vida!
 
Luz e Paz,
Tania Resende

 
Para compartilhar:
Use os botões “curtir” e “enviar por e-mail”, acima do post.
Compartilhe também os créditos e links.
 
Participe das nossas práticas Espirituais!
Consulte agenda
 
Links:
Auto cura na pirâmide esmeralda de Hilarion!
Oração do Mestre Lanto: a Consciência do Buda, Poder e a Vitória da Luz!
A Cura da Terra na antiga visão: Evangelho dos Essênios!