17 / 01 / 2018 Comentários 0

Entregar situações problemas a Deus é um exercício de crescimento pessoal.

Existem momentos e situações na vida que nos trazem a sensação de que “não vamos dar conta”, de que o controle sobre o que está acontecendo não está em nossas mãos, principalmente quando as respostas e resoluções dependem de outros.

Nesses momentos, para não gerar ansiedades e preocupações, costumo entregar essas situações problemas a Deus, é como diz a expressão: Seja o que Deus quiser.

 

O exercício da entrega

O exercício de entregar situações problemas a Deus não é tão simples e fácil como creem alguns, pois uma das implicações da entrega é o fato de que se deve “abrir mão” do controle da situação que foi entregue, ou seja, significa não conduzir a situação de acordo com a própria vontade.

Quando se entrega a Deus uma situação, é necessário ocupar a mente com outras questões para aguardar e permitir que Deus e o universo façam sua parte. Se ficarmos pensando o tempo todo na situação entregue, estaremos nos mantendo conectados a ela, procurando as respostas e conduzindo a linha de resolução.

E isso pertence ao ego que deseja ter o controle e o domínio sobre tudo. Sendo assim, se a situação está sob o domínio do ego, ela não está realmente entregue a Deus. E nesse sentido, posso afirmar que, o exercício de entregar as situações a Deus é uma forma de trabalhar o desapego.

 

A entrega e aceitação da realidade

É importante saber que desapegar-se e entregar uma situação a Deus não significa não querer respostas e soluções, pois estas são necessárias para que a situação tenha um desfecho e não nos prenda ao passado.  Desapegar-se significa não ficar preso a situação (sob o comando do ego), ocupar-se com outras demandas do dia-a-dia e, ao mesmo tempo, ficar atento aos sinais do universo para reconhecer as respostas que Deus mostrará.

Eu sei que as respostas nem sempre são aquelas que acreditávamos ser a ideal e precisamos aceita-las e acolhe-las para aprender com elas. E nesse sentido, posso afirmar que o exercício de entregar uma situação a Deus trabalha a aceitação da realidade.

 

A consciência do crescimento pessoal

Antes de dizer que entregamos uma situação a Deus, devemos estar plenamente conscientes de que analisamos toda a situação a ser entregue, adotamos as ações que nos pertencem e aceitamos que existem possibilidades de respostas e resoluções que vão de encontro ao que julgamos ser o ideal.

Dessa forma deixaremos de “carregar o mundo nas costas”, de ficar sobre o domínio do ego acreditando que somos os donos da verdade absoluta e passamos a perceber que o mundo é um lugar mágico que nos permite trabalhar o desapego, a aceitação das diferenças e, ao ficarmos atentos e acolhermos as respostas que o universo nos traz, aprimoramos nosso crescimento pessoal.

Te convido a praticar esse exercício e garanto, por experiência própria, que é recompensador, a vida fica mais alegre, mais leve e relembramos o significado da magia, do mistério e da beleza que é estar vivo e constantemente aprendendo com a vida.

Ah! De brinde ganhamos a ampliação da consciência amorosa que é a base da realização da Consciência Crística,

Namaste.

 

Você gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!
Use os botões acima do post. Gratidão!

 

Leituras complementares:
Afirmações de Luz são como auto hipnose
Saint Germain e as Afirmações de Luz para emergências!

 

Outros Links:
Magnified Healing®: uma iniciação que traz mudanças positivas 
Radiestesia e Radiônica: o que é, quais os benefícios  e para que serve?
Criança Interior: redescobrindo a alegria de viver – I

 

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , ,

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários