Para os cristãos, quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma: um período de quarenta dias que começa logo após o carnaval: “a festa da carne”, e termina na quinta-feira santa, seguido pelo “culto a morte de Jesus: o Cristo”.

O sábado de Aleluia – enfim!!! – marca o fim de um período considerado “sombrio”, culminando na comemoração da Ressurreição do Cristo, na páscoa.

A Quaresma é um período cheio de simbolismos para aqueles que estão no caminho espiritual!

Você já começou o seu caminho espiritual?
Então conheça também os cursos Anima Mundhy

 

O que é a Quaresma?

Para a Igreja Católica, a Quaresma se relaciona com os quarenta dias que Jesus jejuou e meditou no deserto.

Nas tradições antigas, as fantasias de carnaval eram queimadas na quarta-feira de cinzas – o motivo das cinzas; os devotos eram estimulados a jejuarem e a confessarem seus “pecados”, mostrando arrependimento pelos atos cometidos durante o carnaval.

 

Quaresma sob novas perspectivas

Seguindo os passos de Jesus e indo além dos dogmas religiosos e cristãos, a Quaresma nos traz a ideia de um período de recolhimento e de purificação, muito necessários para o renascimento num outro patamar de existência.

Como a Fênix que queima seu próprio corpo para em seguida renascer e ressurgir das suas próprias cinzas, a Quaresma simboliza um período iniciático, repleto de transformações internas e de aspectos que se mostram e vêm à tona para serem transmutados, eliminados e dissolvidos.

 

Refletindo: “Queimar as fantasias” seria uma dica?

Afinal, “queimar ilusões” do ego é pré-requisito para a Ascensão!

Seria como que “retirar as máscaras” e mostrar a verdadeira Essência?

 

Um fato curioso:

Durante a Quaresma, a Igreja Católica cobre as suas imagens sagradas com um pano roxo e os sacerdotes vestem roxo nas cerimônias, como símbolo de penitência, recolhimento e serenidade.

Ora, ora! Então … Deixando as penitências de lado, não seria esse o Fogo Violeta da Transmutação?

 

Quaresma: tempo de transmutação?

Como toda iniciação requer certa dose de transmutação interna, podemos concluir que a Quaresma representa o recolhimento necessário para identificar, dentro de si, os aspectos que necessitam de cura e de transmutação.

A Quaresma, compreendida como um período iniciático, nos mostra que é o momento de olhar para dentro, de ultrapassar o mundo material, a fim de que se possa acessar o mundo espiritual.

E a própria Igreja Católica nos deixa uma dica: use a Chama Violeta, o Fogo da Transmutação!

Sobre as outras Chamas Divinas? Clique em Iniciações à Luz.
Pergunte-nos quando: contato@animamundhy.com.br

 

Quaresma e o enfrentamento dos demônios

Diversos relatos místicos mencionam o enfrentamento dos “demônios”, quando em recolhimento espiritual, antes de vivenciarem o encontro com Anjos Alados e com Deus!

Conta-se que durante os quarenta dias no deserto, Jesus foi “tentado por demônios”.

E por quarenta dias, Jesus esteve no deserto (recolhido), jejuando (purificando-se) e enfrentando “tentações de demônios”: uma história que mostra-nos Jesus preparando-se para mais uma iniciação, a mais importante da sua existência: sua Ascensão – ou Ressurreição.

Jesus “queimou suas ilusões” em quarenta dias!

E quem disse que “queimar as ilusões” do ego é algo simples, não é mesmo?

 

Onde estão os demônios?

2.jpg

Perceba que ao olhar para dentro, identificamos os nossos próprios “demônios” internos, que precisam ser vencidos, a fim de que a pureza se manifeste preparando-nos para o encontro com Deus!

E lá vamos nós para mais um período de purificação!

 

Um alerta: dor e sofrimento é forma-pensamento da Quaresma!

Durante a Quaresma, os cristãos cultuam e sustentam a imagem de Jesus na cruz: a forma-pensamento da dor e sofrimento, que está no inconsciente coletivo da Humanidade.

Isto costuma gerar angústias inconscientes de todo tipo, especialmente naqueles que aceitam os dogmas religiosos da Quaresma.

 

Por onde começar?

cura-libertação-carma-DNA-expansão-chama-trina-magnified-healing.jpg

E eis o primeiro aspecto a transmutar: o culto à dor e ao sofrimento, dissolvendo no seu inconsciente a imagem de Jesus na cruz, tão valorizada por tanto tempo!

Esta imagem não existe no Aqui e no Agora!

É passado e já se foi.

E não é bom “viver no passado”, especialmente se o mesmo trouxe dor e sofrimento, concorda?

Que tal transmutar o pensamento de que a vida é dolorosa e sofrida?

Lembrete: formas-pensamentos só exercem poder sobre você, quando a sua mente as aceita como verdadeiras, no Aqui e no Agora!

 

Dicas para uma Quaresma feliz:

arcanjo-metatron-mensagem.png

1. Use a Chama Violeta para transmutar tudo o que te faz sofrer;

2. Cultue alegria e harmonia em sua vida;

3. Negue a valorização do sofrimento de Jesus e foque em sua Ressurreição, pois esta foi a principal mensagem que Ele nos deixou!

4. “Queime as ilusões”, “retire as máscaras” e mostre ao mundo a sua Essência Divina!

 

Feliz quaresma!
Tania Resende

 

Terapias Holísticas e Nova Espiritualidade em São Paulo!

Desde 1995 ministrando cursos presenciais e online
animamundhy.com.br/agenda

Você gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!

Use os botões acima do post. Gratidão.

 

Leia também:

Jesus e a Verdadeira História da Páscoa! Mensagem canalizada
A Luz Crística está disponível apenas para os cristãos?

 

Links:

Auto cura na pirâmide esmeralda de Hilarion! Afirmação de Luz
Dissolva desequilíbrios com a energia do “Eu Sou Deus em Ação”!
Manifeste a Saúde Perfeita ativando a Sabedoria Divina em suas células!