Certo dia participei de uma meditação em grupo e, ao final da atividade, houve um momento para cada um colocar suas opiniões.
Deu-se início a uma conversa sobre alguns temas como: O que é responsabilidade?  Qual a diferença entre julgamento e discernimento?
Como atuar positivamente nas situações que a vida nos coloca?
 
O verdadeiro significado de responsabilidade
Durante as reflexões, a palestrante conceituou a palavra responsabilidade como a habilidade de responder.
E isso ficou marcado em minha memória: “responsabilidade é a habilidade de responder”.
Para mim essa afirmação clareia o conceito de responsabilidade e tira o “peso dos ombros” de quem se sente responsável.
Responsabilidade é a habilidade natural, que cada um tem, de responder as situações que o mundo oferece, de acordo com sua consciência e sua experiência de vida.
 
Exemplos de responsabilidade positiva
Precisamos exercitar nossa consciência, no sentido de deixarmos de ser contra algo negativo e passarmos a ser a favor de algo positivo.
Por exemplo:
Não seja contra a violência e a guerra, mas a favor da paz.
Não seja contra o desmatamento das florestas, mas a favor da preservação e do reflorestamento.
Não seja contra o mau humor, seja a favor do sorriso estampado no rosto.
Quando somos contra as imperfeições, estamos justamente as alimentando. Precisamos mudar o foco para sermos a favor da perfeição, pois é esta que deve ser alimentada.
 
Atuar com responsabilidade é ter discernimento
A palavra discernir pode ser definida como “encontrar dois cernes”, duas sementes, dois âmagos. Ou seja, olhar com discernimento uma situação significar poder encontrar os dois lados da moeda. A situação passa a ter seu lado bom e seu lado ruim.
O discernimento nos traz clareza e nos ajuda a fazer nossas escolhas; nos possibilita a responsabilidade da escolha de ser contra ou ser a favor de algo.
Nesse momento surge o julgamento.
 
O julgamento faz parte de nossas escolhas
Julgar é tomar decisões para realizar ações.
Devemos então, analisar a situação com discernimento e assumir a atitude que acreditamos ser a mais correta.
É necessário a consciência de que o julgamento é interno, é escolha entre caminhos; nisso consiste um julgamento legítimo e produtivo.
Agora pergunto, qual o seu julgamento sobre isso?  Você concorda ou discorda?
 
A responsabilidade de atuar positivamente
Para atuar de maneira positiva na vida, observe e aja com discernimento.
Seja a favor do que julga ser o melhor, o perfeito para a situação que se apresenta, assuma a responsabilidade de suas respostas e de seus atos e seja feliz!
O desafio é individual, o resultado universal.
Marcos Simões
 
Você quer compartilhar?
Prefira os botões: curtir, tweet e enviar por e-mail.
Compartilhe também os créditos e links.
 
Venha debater o tema com Marcos Simões, no curso:
Práticas de Desenvolvimento Espititual
Consulte agenda.
 
Links:
Você tem culpa de que?
Pensamentos negativos: você já desejou livrar-se de todos eles?
Mensagens Espirituais: como reconhecer uma canalização de Luz?