“Contempla a sua impecabilidade, e sê tu curado”.
(Um Curso em Milagres, Lição 357)

 
Veja-se com os Olhos de Deus!
Gosto de lembrar aos meus pacientes e alunos que somos veículos de milagres e merecedores de bênçãos, pois – ao contrário daquilo que nos ensinaram -, nós não nascemos pecadores.
Quando Deus nos olha, Ele nos vê como Seres impecáveis, isto é: Ele nos vê sem pecados.
O livro “Um Curso em Milagres” nos estimula a olharmos para nós mesmos e também para as outras pessoas com os Olhos de Deus, ou seja, buscando a impecabilidade em nós e nos outros.
Quando nos vemos sem pecados, sabemos que estamos isentos de culpas, castigos e punições, e assim nos conscientizamos de que somos merecedores de todas as coisas boas do Universo. Os julgamentos são eliminados e paramos de buscar culpados, libertando-nos para agir sem nenhum preconceito. Aqui está a essência do perdão!
Eu gosto de ressaltar que esta é uma atitude interna positiva que nos leva diretamente á cura e aos milagres aos quais todos nós temos direito.
Para Deus não importa o que fazemos com nossas vidas pessoais. Por mais “errado” que nossas atitudes pareçam, nós temos sempre a oportunidade de corrigir todo e qualquer erro.
Este é o primeiro passo para nos conectarmos com o Sagrado: nos aceitarmos e perdoarmos a nós mesmos.
Compartilho a seguir a linda história do meu aluno Rafael, que ilustra muito bem o Amor de Deus em nossas vidas.
Luz e Paz,
Tania Resende
 
Rafael manifestou milagres para seu irmão, utilizando a energia Reiki
VIOLETACerto dia meu irmão estava mal, evacuando sangue. Eu e minha família ficamos muito preocupados, principalmente depois que a médica solicitou uma colonoscopia urgente.
Eu vi que ele estava abatido, cansado, pensativo. Foi o momento perfeito para eu lhe oferecer uma sessão de Reiki.
Pela primeira vez ele aceitou receber Reiki. Ele se permitiu receber!
O fato dele se abrir para receber, já foi para mim um milagre! Isto porque o meu irmão, apesar de possuir um lindo e enorme coração, está com problemas pessoais: bebida, drogas, maus comportamentos e autodestruição.
Fui à casa dele e fiz uma sessão de Reiki “caprichada”: meia luz, música especial, incenso e preces poderosas, cheias de intenção. Sabia intuitivamente que levaria um pouco de luz para meu querido irmão.
Em algum momento da sessão, ele me fez um belo carinho no braço e balbuciou: – Nossa, Rafa, muito bom isso!
Em cada imposição de mãos eu repetia “Eu Sou a energia eletrônica de Deus, fluindo, renovando e carregando cada célula do corpo e da mente do meu querido irmão Alexandre nesse instante.”
No final, ele compartilhou que havia sentido a energia fluir em todo o seu corpo e que, inclusive, havia visto luzes azuis durante a prática. Foi realmente muito lindo e muito forte.
No dia seguinte ele telefonou para me agradecer novamente e contar uma novidade: não estava mais sangrando! Depois de dias de dor, não havia um pingo de sangue.
Este milagre é uma semente. Uma semente de esperança, persistência e constância.
Não importa as atitudes do meu irmão, eu sempre estarei lá por ele. Passo a passo, dia após dia, eu não desistirei de levar Luz ao meu irmão. Nem que eu durma com minhas mãos apoiadas sobre ele.
Rafael
 
Você gostou do texto? Compartilhe com amigos:
Use os botões acima do post.
Gratidão.
 
Todos os níveis do Reiki no Anima Mundhy
Informe-se clicando em Reiki
Quando? Clique agenda
 
Links:
Qual é a diferença entre o Reiki Tradicional e o Reiki Japonês?
O que é o Reiki?
Um Curso em Milagres