Estamos recebendo muitas perguntas sobre o eclipse lunar e resolvi trazer o tema para o Blog Anima Mundhy, respondendo a todos de uma vez só, enquanto expandimos a informação.

Pois então, o ano mal começou e o céu de 2019 já nos traz o segundo eclipse!

O primeiro eclipse, ocorrido no dia 5 de janeiro, foi um eclipse solar e parcial, visível apenas na Ásia e Oceano Pacífico.

Desta vez, o fenômeno será lunar e total, ocorrerá na madrugada de domingo (20/01) para segunda (21/01) e será visto em todo o Brasil.

O início será por volta da meia-noite e meia e o ápice, às 3h17, horário de Brasília e ocorrerá no primeiro grau do eixo Leão/Aquário.

A Lua cheia começa a “desaparecer” por volta de 1h35, desaparece completamente por volta das 3h17 e retorna em torno das 4h51.

 

Como não sou uma “expert” em astrologia, fui buscar maiores detalhes com o meu amigo astrólogo, Marcelo Dalla.

Acho que você vai gostar também!

 

O que é um eclipse?

Se você é um tanto leigo no tema como eu, vai querer entender primeiramente o básico: o que é um eclipse?

Voltando aos anos de escola ….

Eclipse: Trata-se do fenômeno que ocorre quando um corpo celeste interpõe-se entre outro corpo celeste e uma fonte de luz. E o escurecimento total ou parcial de um astro feito por meio da interposição de um segundo astro frente à fonte de luz. Existem dois tipos de eclipses: o solar e o lunar. É necessário salientar que tanto o eclipse lunar quanto o solar dependem de um alinhamento das órbitas da Terra, ao redor do Sol e da Lua.

Astrologicamente falando, Marcelo Dalla diz que “os eclipses nos empurram para mudanças e libertações. As influências de um eclipse começam dias antes, com efeitos que duram semanas, até meses. Eclipses sempre marcam um ponto de virada. A melhor forma de se preparar para este evento e é eliminar o que não queremos mais manter, criando espaço pra novos acontecimentos.”.

 

O que é um eclipse lunar?

Eclipse lunar é um fenômeno astronômico que ocorre quando a Lua é ocultada totalmente ou parcialmente pela sombra da Terra, em geral, sendo visível a olho nu. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos.

Para Marcelo Dalla, este tipo de eclipse provoca um confronto entre passado e futuro, mas é o futuro (Sol) que deve prevalecer.

E continua: “Período ideal para a busca de novas soluções e possibilidades com mais consciência. Como já disse, a Lua representa os condicionamentos e padrões emocionais. Quando fica eclipsada pelo Sol, os condicionamentos ficam menores. Temos uma chance para substituir hábitos, apegos e comportamentos já conhecidos por algo novo, para dar vez a novas direções.

Fica mais fácil nos libertarmos de padrões que nos prendem, que impedem nosso desenvolvimento e a busca de novas experiências. Ideias, oportunidades e pessoas podem surgir inesperadamente para despertar possibilidades e interesses que estavam adormecidos.”

A partir daqui, o texto é inteiro do Marcelo Dalla, com sua permissão.

 

O significado do eclipse lunar de 21 de janeiro

Escreve Marcelo Dalla:

“Não haverá outro eclipse Lunar Total até maio de 2021! Além disso, o céu indica um período de muita energia, com várias quadraturas e vários planetas em signos de Fogo.

Esta é a primeira de uma série de três “super Luas” quando ela fica mais próxima da Terra parece maior que o normal. Sempre em tempos de Lua cheia, as emoções transbordam e muitas situações chegam ao clímax. Com o eclipse lunar, o Sol entra na frente da Lua, propiciando insights criativos, lampejos de clareza e compreensão. Ideal para revermos velhas questões emocionais sob novas perspectivas.

O eclipse acelera o processo de fatos que já estavam latentes, na iminência de ocorrer. A ideia é trazer à luz tudo que fica somente no plano inconsciente. Podemos ganhar clareza (Sol) sobre muitas situações. O Eclipse lunar traz oportunidades para vermos sem máscaras e ilusões.”

 

Quais são as energias que estão envolvidas nesse eclipse lunar?

Esta Lua Cheia é bastante especial. Leão representa a confiança, a conexão com nosso potencial criativo, com nossa criança interior e o nosso coração. Ganha quem estiver relaxado o suficiente para deixar o coração brilhar. Com o Sol em Aquário e a Lua em Leão, é tempo de refletir sobre como podemos compartilhar nossos dons únicos com a coletividade.

Porém, há desafios importantes! Sol e Lua forma uma quadratura T com Urano, que indica inquietação. A tensão é palpável. Urano quer liberdade, independência, revolução. Coletivamente, aqueles que têm autoridade não querem perder o controle sobre o mundo material. Individualmente, temos que “ser a mudança que desejamos ver no mundo”. A vontade de nos libertarmos de velhos padrões, hábitos e situações que nos tolhem. Uma necessidade premente, que cresce a cada dia.

É preciso cuidado com a imprudência, a ansiedade, a rebeldia, as cobranças excessivas. Rompimentos e rupturas podem ocorrer, sejamos flexíveis para surfar com a vida e deixar ir o que não nos serve mais. Tudo pra que sigamos com mais liberdade.

Mercúrio, Saturno e Plutão seguem em Capricórnio: cautela, planejamento e estratégia são palavras de ordem. O ideal é diminuirmos os compromissos, deixar espaço para manobras. Empreendimentos mais ousados e radicais devem ser colocado em espera até a Lua Nova no dia 4/02, quando poderemos avançar com mais fluidez.

Por um lado, temos o excelente encontro de Vênus e Júpiter em Sagitário. Ambos se combinam com Marte: vontade de espaço, aventuras, prazeres, guloseimas, viagens, tudo de bom de do melhor. Muita energia para relacionamentos, socialização, encontros e aprendizados. Queremos crescer, queremos ampliar nossos horizontes. Vênus e Júpiter seguirão juntos na próxima semana, ampliando o desejo de amor, beleza e prazer. Porém, ambos brigam com Netuno: atenção para os desperdícios, as expectativas exageradas, as ilusões, a vontade de fugir da realidade, as ilusões, os gastos excessivos, os prazeres desmedidos.

No mesmo período, Marte se desentende com Saturno, que pede maturidade em nossas iniciativas. Pode haver frustração em nossos movimentos. Impedimentos por causa de responsabilidades, que falam mais alto. E dá-lhe mais tenção para a agressividade, as críticas e reclamações, que podem trazer prejuízos. Ambos os planetas estão em suas regências. O dinâmico Marte também está em casa, o signo de Aries, dobrando a excitação. Pra quem conhece seu mapa, vale conferir o 13° de Áries e Capricórnio para ver onde você atualmente desejamos liberdade e movimento, mas agora também precisamos ser maduros e pacientes.

Embora haja toda essa tensão extra (muitas vezes no mundo externo), podemos encontrar calma e trilhar o pacífico caminho do meio. Relaxar, meditar, guiados por uma bússola interna que aponta para a bondade amorosa. Podemos agradecer às nossas estrelas da sorte porque os dois benéficos, Vênus e Júpiter, estão ambos no signo de Sagitário, inspirando fé, otimismo, esperança.

A combinação de Vênus e Júpiter com Marte, nos orienta a manter a força, com a intenção pura, aberta, pronta para dar e receber. Vale lembrar que a energia que doamos é como um bumerangue, volta sempre multiplicada.

Saturno segue em harmonia com Netuno até o mês de março. Podemos cultivar mais disciplina nos estudos espirituais, nas práticas de meditação. Buscar inspiração e sabedoria em mestres e pessoas mais velhas. Podemos também investir em atividades artísticas com mais perseverança e empenho.  Saturno representa a realidade, Netuno representa o sonho. Quais são os sonhos possíveis? A disciplina de Saturno nos ajuda a ficarmos “sóbrios” de muitas maneiras, dizendo “não” para qualquer coisa que crie dependência, que demarque situações, pessoas e ambientes tóxicos.

Por mais que queiramos libertações e mudanças, o grande desafio do momento é controlar a impaciência, o stress. Aliás, o Sol ingressa em Aquário no dia 20, nos inspirando a olhar pra frente, pro futuro. Na medida que em que o Sol caminhar em Aquário, informações pertinentes podem chegar, tudo pode se esclarecer com mais luz e compreensão.

Por tudo isso, estejamos abertos para os insights que podem surgir, muitas vezes nos levando a uma mudança de planos. Experimentamos mudanças pessoais elevadas: em nossas percepções, assim como nos desafios internos e externos. Muitos astrólogos dizem que os efeitos dos eclipses se prolongam por meses!

 

Como se preparar para as energias do eclipse lunar?

Em tempos de eclipse:

– Cultivar o equilíbrio e a tranquilidade, sempre atentos para observar os padrões emocionais que surgem a fim de compreendê-los.

– Solucionar as questões pendentes, terminar o que for preciso. O que estiver inacabado é prioridade.

– Desistir de atitudes ou hábitos que não contribuem para o nosso bem estar.

 

Você gostou? Prepare-se!
Comente e compartilhe com seus amigos.
Consulte agenda

 

Luzes Multicoloridas lhe envolvam agora!!
Tania Resende

Marcelo Dalla atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos. Especializado em Astrologia Cármica. Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo, também é artista gráfico e criador de mandalas. Escreve atualmente para o DallaBlog e para o Portal de Astrologia Astroclick.