Durante muito tempo este Decreto de Saint Germain foi a minha “oração da manhã e da noite”.