Integração de segmentos é o propósito da Nova Terra
Nem tudo é tão novidade quanto parece ser!
Bem, pelo menos para nós, espiritualistas, pois “novas descobertas” científicas acalmam nossos Seres internos ao “falarem” direto aos nossos corações.
De alguma forma, nos vem a sensação que pode se resumir na seguinte frase: “ah … eu já sabia disso e então?“.
E eu estou adorando os movimentos da Nova Terra, onde Ciência e Espiritualidade tendem a se unir numa mesma linguagem e sei que chegará o dia em que todos os segmentos da nossa sociedade serão integrados entre si, funcionando como um todo, visando o benefício da nossa querida e amada Terra, para o bem comum de toda a Humanidade.
Caminhamos para assumirmos definitivamente os novos paradigmas, em todos os segmentos da nossa sociedade e sei que o dia da integração total entre tudo e todos já está em seus vislumbres iniciais.
O fato é que os conceitos espirituais, especialmente aqueles a que chamo de Nova Espiritualidade, estão sendo abordados pela Ciência.
Frases e termos que venho canalizando ao longo dos últimos anos encontram ecos em algumas teorias cientificas atuais: “Nós somos Seres Espirituais numa experiência terrena, somos Imagem e Semelhança à Deus, a mente humana é capaz de criar Universos e realidades, somos Almas e somos Luz, podemos viajar no tempo de no espaço através da mente, a Consciência tem a capacidade de escolher a realidade onde deseja estar, a vida é eterna” e tantas outras.
Como pré-requisito para a próxima etapa da nossa evolução, a Humanidade precisa reinserir a Espiritualidade num contexto maior, a fim de que a mesma saia dos meios religiosos para expandir-se além dele, até que possamos compreender quem realmente somos e o que realmente estamos fazendo aqui.
Estamos num processo de Expansão da Consciência Humana e cientistas estão sendo inspirados a novas descobertas e a novos pensamentos, ou melhor, estão sendo inspirados a pesquisar as mais diversas crenças espirituais, todas antiguíssimas, buscando compreender e explicar a existência da Alma, da vida após a morte, dos Universos Paralelos e tantos outros.
E o melhor: o ponto de partida destes cientistas inspirados não é a crença religiosa, mas sim os avanços das pesquisas científicas, especialmente na área quântica, pesquisas essas que têm demonstrado a existência de um Universo de partículas cheio de mistérios, mistérios que se assemelham aos mistérios da Alma, da Consciência e do Ser Humano integral.
 
Biocentrismo: a Consciência como Centro Criador
Em 2009, Robert Lanza, cientista e médico especialista em medicina regenerativa, publica o livro “Biocentrismo: como a vida e a consciência são a chave para compreendermos a verdadeira natureza do universo“, onde defende a ideia de que a Consciência é responsável pela criação do Universo e diz ainda que sem Consciência nada existiria.
Dica: Esse é um livro que eu recomendo, se você gosta de “ir a fundo” nesses temas: LANZA, Robert; BERMAN, Bob. Biocentrism: How life and consciousness are the keys to understanding the true nature of the universe. Benbella Books, 2009.
Na sua teoria sobre o Biocentrismo, o cientista também aborda o que ele denominou de “Princípio Antrópico Cosmológico” que consiste no pressuposto de que a existência humana não surge ao acaso, mas é proposital.
Lanza afirma que a vida e a biologia criam a realidade sem limites e sem a noção linear, trazendo o conceito das infinitas possibilidades de criação.
 
Universos Paralelos
Ainda baseando-se em pesquisas nas áreas da psicologia e da quântica, Lanza vai ainda mais além e diz que é possível a existência de Consciência em “outros mundos”, afirmando que a mesma tem a capacidade de migrar para outras realidades, já que ele aceita a ideia de que há um número infinito de Universos coexistindo simultaneamente ao nosso: os Universos Paralelos ou Multiversos.
 
Vida após a morte e a migração da Consciência
vida-morte1E uma vez a Consciência podendo migrar para outras realidades e outros Universos, Lanza afirma que a morte seria uma ilusão, pois para ele a vida transcende a linearidade a qual estamos acostumados.
Lanza escreve em seu livro, que a morte é uma crença, assim como também o tempo e o espaço não existiriam de fato, objetivamente, mas seriam apenas interpretações da mente, para a compreensão do Universo.
Segundo o cientista, a morte existe apenas como conceito, ensinado pelas gerações, e, portanto, não pode existir em qualquer sentido real, onde a vida física é apenas um fragmento de tempo e quando o físico deixa de existir, a Consciência continua existindo em outras possibilidades do Universo.
 
Imortalidade da Consciência
Para Lanza, a Consciência é imortal e a morte não dever ser vista como algo definitivo ou o fim de tudo. Lanza escreve que quando o Ser Humano entender que o espaço e o tempo são convenções e não existem realmente, veremos o mundo como ele é, sem limites espaciais ou lineares.
 
Os Sete Princípios do Biocentrismo
A teoria do Biocentrismo se baseia em 7 princípios:
1. O espaço e o tempo não são realidades absolutas, portanto, a realidade “externa” seria um processo de percepção e de criação da consciência.
2. As nossas percepções externas e internas estão ligadas, de forma profunda, não podendo se divorciar uma da outra.
3. O comportamento das partículas subatômicas está ligado com a presença de um observador consciente. Sem esta presença, as partículas existem, no melhor dos casos, em um estado indeterminado de probabilidade de onda.
4. Sem consciência a matéria permanece em um estado indeterminado de probabilidade. A consciência precede o universo.
5. A vida cria o universo, e não o contrário, como estabelecido pela ciência tradicional.
6. O tempo não tem real existência fora da percepção humana.
7. O espaço, assim como o tempo, não é um objeto. O espaço é uma forma de compreensão e não existe por conta própria.
 
Sobre Robert Lanza: pequena biografia
lanzaRobert Lanza MD é  especialista em medicina regenerativa, atualmente diretor científico da Advanced Cell Technology e Professor Adjunto da Escola de Wake Forest University of Medicine. Ele tem centenas de publicações e invenções, e mais de 30 livros científicos: entre eles, “Princípios de Engenharia de Tecidos” e “Fundamentos da Biologia de Células-Tronco”, que são reconhecidas como as referências definitivas no campo.
Outros incluem One World: “A Saúde e sobrevivência da espécie humana no século 21”  e o “Manual de Células-Tronco” e “Fundamentos da Biologia de Células-Tronco”.
Participou de pesquisas em Psicologia, em Biologia, e em células-tronco, com o intuito de curar certos tipos de cegueira. Em 2007, propõe a ideia de Biocentrismo na revista literária “The American Scholar“, e em 2009 publica seu livro: “Biocentrism”, acima citado.
 
O novo versus o velho: quebra de paradigmas
Já sabemos que a Humanidade vive uma revolução científica, quando novos conceitos estão sendo abordados e pesquisados, quebrando antigos paradigmas.
O Biocentrismo é uma teoria científica baseada em experimentos na psicologia, na física e na mecânica quântica e, como toda teoria, aguarda aprovação da comunidade científica. Infelizmente.
As velhas crenças se chocam com as novidades propostas e a resistência daqueles que ainda insistem em manter os velhos modelos de pensamentos termina por gerar diversas polêmicas nos meios científicos, especialmente quando o assunto esbarra no místico e espiritual.
Obvio está que Lanza recebe críticas ao seu trabalho, sobre a argumentação de que sua teoria não é científica. Por outro lado, há os que o apoiam e comungam com suas ideias: Stuart Hameroff, Roger Penrose, Deepak Chopra e Amit Goswami.
Porém, teorias como a do Biocentrismo falam forte ao nosso Inconsciente, que tudo sabe, e nos trazem a certeza interna que é assim que as “coisas” funcionam por aqui: somos Almas eternas, Consciências Criadoras, à Imagem e Semelhança à Deus e sem limites.
E assim, nem tudo é tão novidade quanto parece ser!
Amém!
Tania Resende
 
Você quer compartilhar?
Prefira os botões: curtir, tweet e enviar por e-mail.
Se optar por copiar, não se esqueça de copiar também os créditos e links.
 
Cursos Anima Mundhy?
Clique agenda
 
Links:
Cure seu presente e harmonize passado e futuro. Mensagem de Kuan Yin
Saint Germain recebe ajuda das pessoas que usam a Chama Violeta
História Humana: registros que não estão nos livros. Onde estão?